Graviola (Annona muricata)

ÉPOCA DE COLHEITA

DADOS FÍSICO-QUÍMICOS E APLICAÇÕES

A Graviola produz acetogeninas naturais na sua folha, caule, casca e semente das frutas, as quais têm demonstrado além de propriedades antitumorais e anticancerígenas significantes, toxicidade seletiva contra vários tipos de células cancerígenas (sem prejudicar células saudáveis).

USO POPULAR

A graviola é uma fruta aromática, com polpa branca, com centro fibroso e com sementes pretas É de sabor suave e levemente ácido. Pode ser consumida naturalmente, mas é muito usada para a fabricação de doces, sucos, sorvetes e geleias.

As sementes esmagadas são utilizadas como vermífugo e antihelmíntico contra vermes, parasitas e piolho. A casca, folhas e raízes são considerados sedativos, antiespasmódicos, hipotensivos, e calmantes.

ECOLOGIA

Sua origem é a América Central e os vales peruanos e tem grande popularidade em partes da América Latina, Caribe, África, Sudeste Asiático e Pacífico. A Graviola é uma árvore pequena, que mede entre 5 e 6 m de altura e permanece viçosa ao longo do ano, com folhas largas de cor verde escuro. Ela produz uma fruta espessa e comestível que possui entre 15-23 cm de diâmetro, em forma de coração com peso médio de 4 kg que pode chegar até 10 kg.

REFERENCIAS

TAYLOR, L (2005): The healing power of rain forest herbs: a guide to understanding and using herbal medicinal. Square One Publishers. 519 p. .

Apoiando Comunidades

A valorização e o manejo sustentável da floresta amazônica por nossos parceiros comunitários fortalecem a economia local e contribuem decisivamente para a preservação da floresta em pé.